Itens filtrados por data: abril 2020

Como em tudo na vida há sempre uma primeira vez. As roseiras da nossa Horta Biológica desabrocharam pela primeira vez, apesar das primeiras serem cor-de-rosa haverá outras de cores diferentes. São plantas com flor que começaram a florir, como se se tratasse de gente a sorrir, neste terço de primavera onde umas vezes o tempo emperra e noutras prospera.
sexta, 24 abril 2020 23:56

Fases da lua

No âmbito do #Estudo em Casa os alunos do 4.º E da escola EB1 Aprígio Gomes elaboraram alguns trabalhos na disciplina de Estudo do Meio que lhes permitiram estudar as diferentes fases da Lua.
Mais uma novidade na Horta Biológica, foi instalada a casa de madeira que serviu de apoio às aves que estiveram temporariamente no galinheiro improvisado, contíguo à sala do ATL. A estrutura será utilizada para armazenar fertilizante biológico e ferramentas de apoio. Mais um bom exemplo de reutilização que nos permitirá ampliar o espaço de armazenamento das máquinas de manutenção, quer da horta quer dos jardins. Além de que confere um sentido estético mais agradável do nosso espaço hortícola e que se coaduna com um dos temas obrigatórios do plano de ação subjacente ao Projeto Eco Escolas: Espaços Exteriores. Para embelezar o cenário, no mesmo espaço foi preparado o terreno para semear abóboras, o qual foi fertilizado com as plantas das favas, as quais foram trituradas de modo a serem mais facilmente misturadas com o solo durante o processo de lavra.
quinta, 23 abril 2020 16:25

Dia Mundial da Terra

terça, 21 abril 2020 21:16

Morangos na Horta (Projeto Eco Escolas)

Os morangos já começaram da nossa horat biológica já começaram a ganhar cor. Alguns já foram ingeridos, mas para ficarem mais doces precisam de sol. "Os morangos são uma excelente fonte de vitamina C e fornecem uma boa quantidade de folatos e fibra. Estes devem fazer parte de uma alimentação saudável devido ao seu potente efeito antioxidante e anti-inflamatório" (Vida ativa, 2020. Disponível em, https://www.vidaativa.pt/morangos/).  
segunda, 20 abril 2020 23:09

Rolas

Temos novos inquilinos na escola, são crias de rolas que nasceram ontem. Esta particularidade de vida, que garante a continuidade das espécies e que resulta do ato de reprodução, é um sinal de que "VAI FICAR TUDO BEM"
  Na nossa horta também há caracóis, animais lentos aos quais não damos muita importância e que tentamos eliminar quando se aproveitam das plantas hortícolas para se banquetearem. De acordo com um estudo efetuado, " em Portugal, predominam os Cepaea nemoralis. Sabe-se, também, que existem em maior número no litoral e que a sua presença quase não se nota no Algarve. Entre os seus principais predadores figuram os tordos, aves que não são nada meigas na hora de comer os caracóis. Para lhes tirar a carapaça, os tordos têm de esmagá-la contra uma rocha ou uma superfície pedregosa. E alguma vez imaginaste que um pirilampo pode acabar com os caracóis? Pois é, aquele bichinho minúsculo injeta os ovos no corpo mole dos caracóis. Quando as larvas nascem, alimentam-se do corpo do caracol e este acaba por morrer ... a carapaça do caracol funciona como camuflagem, ou seja, serve para o proteger dos predadores, quando tem uma cor que não se distinga da vegetação e que o faça passar despercebido? Por exemplo, um caracol branco numa zona muito escura seria logo descoberto e, por isso, atacado. O clima e o tipo de solo têm uma grande influência na forma como o caracol consegue (ou não) sobreviver" (Visão Júnior, 2010. Disponível em, https://visao.sapo.pt/visaojunior/animais/2010-08-23-vida-de-caracolf569979/).  
Apesar do confinamento, o Projeto Eco Escolas não para. E para que nos dias de chuva não fiquemos enlameados quando formos ao pomar depositar resíduos vegetais, foi construído um caminho entre a estrutura da estufa e o compostor. A estrutura foi construída com materiais reutilizados.
quarta, 15 abril 2020 23:25

As Floreiras da nossa Escola

As floreiras da nossa escola conferem uma beleza ao espaço exterior escolar que é quase impossível passar sem reparar, principalmente quando o tempo aquece. São as flores que habitam nelas que denunciam o surgir da primavera.
quarta, 15 abril 2020 22:48

As tartarugas da nossa Escola

As tartarugas da nossa escola não gostam de frio, tal como outras, durante o período de frio hibernam. "A hibernação é uma estratégia natural para resistir ao tempo frio, altura em que há pouco alimento no habitat natural. Assim as tartarugas quase não gastam energia, pois o organismo passa a funcionar numa espécie de modo “em pausa”. Como animais de estimação, não teriam falta de alimento, mas esse mecanismo de defesa continua no seu ADN. Assim que os dias se tornam mais curtos e a temperatura começa a baixar, reduzem a atividade até não se mexerem mais durante três ou quatro meses" (Visão Júnior, 2014. Disponível em, https://visao.sapo.pt/visaojunior/animais/2014-08-27-sabias-tartarugasf789936/). Mas quando o tempo aquece adoram nadar nos dois lagos que têm disponíveis. A exposição ao sol é muito importante para evitar o desenvolvimento de fungos e algas na carapaça, para além de ajudar a manter a temperatura corporal. Em contexto natural alimenta-se de insetos.
Pág. 1 de 2